Educação: O que incentiva as crianças a terem responsabilidade?

Ensinar a responsabilidade para crianças é um dos momentos mais importantes no processo de educação dos pequenos. Impactando em toda a sua vida, é desde cedo que se deve estimular o senso de “ser responsável” para que no futuro a criança assuma aquilo que lhe compete tornando-se um adulto melhor e com mais chances de sucesso.

Afinal, assumir um cargo importante requer muita responsabilidade para exercer a função, não é mesmo? Gerir uma família requer responsabilidade para que tudo saia como hoje ocorre na casa dos pais, e assim por diante. Mas, como fazer a criança se sentir responsável? E, principalmente, a partir de quando é possível falar da responsabilidade com ela?

Se você tem um filho pequeno e tem essas dúvidas, este é o conteúdo certo para esclarecer o assunto: responsabilidade para crianças. Confira a seguir dicas sobre como fazer a criança se sentir responsável e veja também atividades que estimulam a responsabilidade infantil.

Qual o melhor momento para falar sobre responsabilidade?

É verdade que seu filho de três anos não vai entender nada se você sentar com ele e explicar o que é responsabilidade. Seria uma espécie de tempo perdido, não é mesmo? Mas, isso não significa que, na prática, você não possa incentivar essa responsabilidade.

Desde cedo as crianças devem ser ensinadas a guardar os seus brinquedos, colocar o prato na pia, arrumar a sua cama e outras tarefas simples da vida doméstica. Não há nada pior no processo de criação da responsabilidade para crianças do que mães que fazem tudo por elas!

É necessário que a criança veja, desde cedo, que precisa ajudar especialmente cuidando daquilo que é dela. Por isso mesmo, incentive! A princípio, guarde os brinquedos com o pequeno e com o tempo vá delegando cada vez mais esse cuidado. É o básico a se fazer!

Tarefas x idade

Você com certeza já viu aquelas tabelinhas prontas que mostram qual a idade ideal para que cada criança comece a ajudar em certas tarefas da rotina de casa. É verdade que esta “cola” é importante para ajudar papais e mamães que não sabem como fazer a criança se sentir responsável, mas vale dizer que é preciso personificar.

Pode ser que seu filho consiga fazer coisas antes do que essa tabela, assim como pode ser que tenha certo atraso com outras tarefas. Não há nada de errado, porém é importante que de alguma forma a criança lhe ajude a fim de que comece a aprender sobre o senso de responsabilidade.

3 Atividades que estimulam a responsabilidade infantil

Quer algumas dicas sobre como começar a tratar da responsabilidade para crianças dentro de casa? Veja a seguir três formas simples de estimular e tornar seu filho mais responsável:

1.  Ter um animal de estimação

Para as crianças que amam bichinhos uma prática que estimula a responsabilidade é cuidar de um. É claro que para tanto a criança já deverá ter um pouco de idade além do auxílio direto dos pais, mas é possível delegar coisas, como por exemplo, colocar comida e água para ajudar neste senso.

2.  Participar de um curso extracurricular

Que tal colocar seu filho no judô ou no balé para aprender mais sobre responsabilidade? Meninos e meninas tendem a crescer muito devido a participação nesses cursos que ensinam, além da responsabilidade, disciplina, educação e respeito também.

3.  Jornada de pontos

Muitas mamães já sabem que o cartaz de metas atrás da porta do quarto é uma excelente opção para quem quer ensinar sobre a responsabilidade para crianças. Ali, cada feito ganha uma estrelinha e as faltas de responsabilidade – como não fazer a lição – são descontadas. Ao completar determinado número de estrelinhas a criança ganha um mimo!

Parabenize cada feito!

Além das atividades que estimulam a responsabilidade infantil é importante lembrar ainda o quanto é indispensável parabenizar. A maior parte das crianças gosta de um simples parabéns e aprenderá, com ele, a agir da forma certa e responsável.

Gostou deste conteúdo sobre responsabilidade para crianças? Então não deixe de compartilhar especialmente com as mamães e papais que você conhece!